Para refletir – Os dois quadros de navios

Uma família do Interior, com grandes dificuldades, criou seus filhos na lavoura. Quando atingiram a idade em que poderiam dar alguma ajuda no serviço do sítio, eles foram para a cidade, alistaram-se na Marinha e lá estavam. Os pais não tinham explicação para isso. Ninguém na família, nenhum dos antepassados conhecidos tinha sido marinheiro. Queixando-se a um parente que viera em visita ao sítio, os pais repetiam:
– Não existe uma explicação para isso.
Mas o visitante, que era um homem instruído, olhou para a parede, notou dois, quadros, cujo motivo era o mar. Eram dois belos navios singrando as revoltas águas azuis… Os quadros estavam ali, no mesmo lugar, há mais de vinte anos. Eles formaram aquela imagem e uma grande atração na vida dos dois moços.
“Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele” (Pv 22.6).

 

Para refletir – Os dois quadros de navios

Leave a Reply

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas